Notícias Xanxerê Extensão

Na Umix é tempo de cuidado e de resgatar habilidades

Por: Eliza Marta Chiarello
marketing.xxe@unoesc.edu.br
15 de Maio de 2020

A Unoesc Xanxerê possui 113 alunos matriculados na Universidade da Melhor Idade – Umix. São homens e mulheres com idade superior a 55 anos.

Considerando que os alunos são pessoas do grupo de risco, os professores orientam atividades on-line para reduzir o estresse do isolamento e incentivar práticas de desenvolvimento humano durante este período

Entre as atividades propostas, os alunos foram desafiados pelos professores a mostrarem suas habilidades, muitas delas esquecidas ou deixadas de lado e que agora foram resgatadas. Destacando artesanato, pintura, costura, bordado e até ações de voluntariado.

— Este tempo de recolhimento é desafiador para todos. Mas é importante não esquecer o que existe dentro de cada um. O momento é de deixar aflorar as emoções, de falar, de fazer, já que a situação atual mexe muito com as pessoas e o resultado das atividades propostas não poderiam ser melhores — destaca a professora coordenadora da Umix, professora Neli Gai Pereira.

A senhora Nelly Gerhardt aceitou o desafio e resgatou uma máquina de costura que tinha em casa e que sobreviveu ao tornado que ocorreu em Xanxerê, em 2015.

— Tive a ideia de fazer máscaras para a família e os amigos. Sempre acompanhada de muita reza, fé em Deus, proteção de Nossa Senhora e um bom chimarrão, o que se tornou uma terapia para mim — contou a aluna.

Para a aluna Ivanir Zanin, que faz artesanato com palha de milho, a possibilidade de trazer a público aquilo que as pessoas fazem no anonimato resulta em uma grande realização, pois as habilidades se tornam conhecidas e os talentos chegam a lugares nunca imaginados.

— Sou grata por esses momentos e por tudo o que está acontecendo na minha vida — contou a aluna da Umix

Em outro depoimento, a senhora Dileta Dal Rosa conta que se sentiu muito feliz com o desafio repassado pelos professores, ao mesmo tempo em que gostou de compartilhar seus trabalhos e apreciar o realizado por seus colegas.

— Esse tempo de quarentena, em que fomos obrigados a ficar em casa e em família, está servindo para que possamos refletir sobre muitas coisas. Além de fazer as atividades à distância, aproveito para curtir meu netinho e acompanhar de perto o seu desenvolvimento — disse Dileta.

Dessa forma, cada aluno da Universidade da Melhor Idade vai cuidando de sua saúde, da própria família e aproveitando muito bem o tempo para vivenciar outras experiências, resgatando habilidades e percebendo que no fim das contas, a vida é mesmo uma grande escola.

Galeria de Fotos

Comentários

Voltar Imprimir Notícia
Acesse o site da Unoesc pelo seu celular.
Newsletter Unoesc
Envie seu endereço de e-mail para receber nossos informativos.