Notícias Ensino Planejamento

Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Design e Engenharias começam a planejar a atualização curricular

Por: Dhébora Santiago
imprensa@unoesc.edu.br
17 de Maio de 2018

Mudança nunca é fácil. Exige tempo, dedicação e muita força de vontade, principalmente, quando as dificuldades aparecem. Mas quando a mudança é feita em conjunto e com o apoio de outras pessoas, o fardo fica bem mais leve. E foi pensando dessa maneira que começou o primeiro encontro, do processo de revisão dos Projetos Políticos Pedagógicos de Cursos (PPCs) das Engenharias, Design, Arquitetura e Urbanismo e Agronomia.

O PPC, transcende a matriz e a ementa dos componentes curriculares, é um documento que abrange todo o funcionamento do curso, como acontece o ensino, a pesquisa, a extensão, a mobilidade acadêmica e a abordagem dos temas transversais (ética, direitos humanos, meio ambiente). A Coordenadora do Núcleo de Apoio Pedagógico (NAP) da Unoesc, professora Elisabeth Hafner Facin, acrescentou que neste documento estão todos os detalhes que o Ministério da Educação (MEC) exige e que são fundamentais para a formação completa do educando.

Para iniciar essas mudanças nos PPCs, a Unoesc reuniu, na semana passada, 10 de maio, em Joaçaba, alguns professores dos diversos campi da universidade, que fazem parte do Núcleo Docente Estruturante (NDE) dos cursos envolvidos. O reitor da universidade, Aristides Cimadon, afirmou que esse encontro é uma grande oportunidade para começar a colocar no papel o que pensamos e queremos para esses cursos nos próximos anos. Assim como o reitor, a pró-reitora de Graduação, professora Lindamir Secchi Gadler, desejou a todos um trabalho promissor, que começa agora, em maio, e termina só em novembro.

— Esse trabalho só pode ser feito em conjunto, é uma força-tarefa, para que seja uma mudança com base sólida, duradoura e eficaz — destacou.

Durante esses seis meses de planejamento e elaboração dos PPCs, a professora doutora Aparecida do Carmo Frigeri Berchior, passará as instruções necessárias para que os projetos atendam às diretrizes curriculares nacionais do MEC.

— Será realmente uma construção participativa, a professora Aparecida virá todos os meses, encaminhará os trabalhos, ficaremos com tarefas para fazer na sua ausência, e vamos construir os PPCs, a fim de garantir um currículo voltado às competências e habilidades que o nosso educando precisa ter no mundo contemporâneo — explicou a coordenadora Elisabeth.

Na prática essa análise mais minuciosa fará com que os PPCs sejam documentos consistentes, atualizados e que continuem garantindo a formação de qualidade que a Unoesc tanto prioriza.

Galeria de Fotos

Comentários

Voltar Imprimir Notícia
Acesse o site da Unoesc pelo seu celular.