Notícias Maravilha São José do Cedro Graduação

Acadêmicos de Agronomia realizam viagem de estudos ao Paraná

Por: Karine Bender
imprensa.smo@unoesc.edu.br
21 de Dezembro de 2021

Os acadêmicos de Agronomia da Unoesc São José do Cedro e Maravilha realizaram, recentemente, uma viagem de estudos ao Estado do Paraná. Os futuros agrônomos conheceram o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (Iapar de Santa Tereza do Oeste) e a sua fazenda parceira. Em Cascavel, visitaram a Nitro 1000 Inoculantes Biológicos. O Refúgio Biológico Bela Vista, o Parque das Aves e o Parque Nacional do Iguaçu, localizados em Foz do Iguaçu, também integraram o roteiro da viagem de estudos.

Segundo o coordenador do curso de Maravilha, doutor Alceu Cericato, no Iapar, os acadêmicos observaram experimentos em diferentes sistemas de condução de videiras e de variedades de amora preta. Além disso, conheceram a raça de bovino de corte Purunã, que foi desenvolvida no Iapar e uma cabanha de produção de reprodutores da raça.

Durante visita à Nitro 1000, os acadêmicos conheceram a fábrica de inoculantes como o Bradyrhizobium e Azospirillum e participaram de uma palestra sobre a importância dos inoculantes na produção agrícola.

No Refúgio Biológico Itaipu, foi possível conhecer uma parte dos 172 animais de 50 espécies, que estão em cativeiro. O Refúgio conta com o maior e mais bem sucedido programa de reprodução de harpias do mundo. Além disso, os estudantes souberam mais sobre o programa de recuperação de mata ciliar do lago da Itaipu. A visita ao Parque Nacional das Cataratas foi realizada por meio do percurso de trilha.

O professor, doutor Alceu Cericato, destaca a importância das viagens de estudo para a formação profissional dos futuros agrônomos.

— As viagens são oportunidades ímpares para os acadêmicos conhecerem outras realidades e relacionarem a teoria, estudada em sala de aula, com a prática. Também é uma oportunidade para interagir com empresas e assim despertar oportunidades de estágios e até mesmo de trabalho — conclui Cericato.

A coordenadora do curso de São José do Cedro, Claudia Klein, reforça que viagens como essa permitem que os acadêmicos aprofundem seus conhecimentos e façam networking com profissionais e empresas do setor.

Para o acadêmico Jeferson Reolon, a viagem permitiu conhecer in loco a realidade profissional e abriu novas possibilidades no mercado de trabalho.

— A viagem permitiu conhecer áreas do setor agrícola, pecuário e ambiental da região, assim como novas tecnologias, a dedicação dos profissionais com as áreas de conservação, diversidades de culturas e manejos adotados — finaliza o acadêmico.

Galeria de Fotos

Comentários

Voltar Imprimir Notícia
Acesse o site da Unoesc pelo seu celular.