Notícias Xanxerê Extensão

Projeto de Extensão da Unoesc é apresentado na Justiça Federal

Por: Eliza Marta Chiarello
marketing.xxe@unoesc.edu.br
10 de Outubro de 2018

O projeto de extensão “Direito e Cárcere – Remição pela Leitura” da Unoesc Xanxerê, desenvolvido no Presídio Regional de Xanxerê e aplicado através do componente curricular de Língua Portuguesa pelos alunos do curso de Direito, foi apresentado na 7ª Vara da Justiça Federal de Florianópolis.

Servidores da 7ª Vara participaram, na segunda quinzena de setembro, de uma roda de conversas sobre o direito à remição da pena pela leitura, com a professora da Unoesc Xanxerê e doutoranda em linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Rossaly Beatriz Chioquetta Lorenset.

Pelo projeto, os internos podem ler no máximo 12 livros por ano. A cada exemplar lido são subtraídos quatro dias de pena. Inicialmente para implementar o projeto foi necessário avaliar a escolaridade dos detentos e a partir disso, selecionadas 15 obras da lista de clássicos da literatura, como O Pequeno Príncipe, Hamlet, A hora da estrela e A revolução dos bichos.

A professora Rossaly comenta que a apresentação também foi enriquecedora para o Projeto, pois foram apontadas sugestões interessantes e possíveis de serem implementadas, sendo uma honra participar desta atividade que integra o projeto de aplicação e desenvolvimento de práticas restaurativas no âmbito dos crimes de competência da Justiça Federal, conduzidos pela 7ª Vara da Justiça Federal de Florianópolis.

— Foi uma alegria falar sobre este projeto de extensão. A acolhida e a receptividade dos servidores foi surpreendente. Fiquei encantada! Com muitos questionamentos, pois a Drª Micheli Polippo, coordenadora da atividade, pretende implantar lá a remição da pena pela leitura com os presos do regime semiaberto — citou a professora Rossaly.

No momento 46 acadêmicos bolsistas participam do Projeto, que totaliza a realização de 80 entrevistas. 70% dos detentos participam do projeto, sendo concedidas praticamente todas as remições da pena para estes entrevistados.

— Quero registrar minha gratidão aos dirigentes da Unoesc, à Coordenação do Curso que sempre nos incentiva, aos colegas docentes e, em especial, a cada acadêmico que entrevista os apenados com comprometimento e alteridade. Também agradecemos ao Presídio Regional de Xanxerê por abrir as portas para este projeto que procura contribuir com o resgate da cidadania — finalizou Rossaly Beatriz Chioquetta Lorenset.

 

*Informações Justiça Federal

Galeria de Fotos

Comentários

Voltar Imprimir Notícia
Acesse o site da Unoesc pelo seu celular.