Notícias Palestra

Programa Sinapse incentiva empreendedores a implementar novas ideias

Por: Dhébora Santiago
dhebora.santiago@unoesc.edu.br
22 de Setembro de 2015

O programa de incentivo ao empreendedorismo inovador, Sinapse da Inovação, chega a sua 5ª edição em Santa Catarina. Neste ano, o programa oferecerá recursos financeiros e capacitação aos empreendedores inovadores que inscreverem uma ideia, até 5 de novembro, por meio do site oficial do Sinapse.

Cada projeto poderá solicitar uma bolsa por 12 meses, no valor mensal de R$ 2,5 ou R$ 3,5 mil para um participante da equipe, conforme o nível de escolaridade, graduado ou mestre. A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), promotora do Sinapse, disponibilizará além da bolsa, mais R$ 60 mil em recursos, no formato de subvenção e o Sebrae mais R$ 24 mil em prestação de serviço pelo programa Sebraetec, para cada uma das 100 ideias selecionadas.

Para falar sobre o programa Sinapse, a Unoesc Joaçaba recebeu, na noite desta sexta-feira (18), o representante da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi), professor Antônio Rogério de Souza.

— O programa pretende gerar novas ideias. Queremos transformar o conhecimento em um produto que possa atender à sociedade — explicou.

Saiba mais sobre o programa

Segundo o professor Antônio Rogério, o Sinapse tem por objetivo gerar novas ideias, implementar inovações de interesse direto da sociedade e fomentar a cultura do empreendedorismo no Estado. Estudantes, professores e inventores de universidades e escolas técnicas constituem o público-alvo deste programa. As ideias inovadoras podem partir de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs), dissertações, teses e, é claro, da criatividade.

O programa é dividido em três fases: descrição detalhada da ideia – produto, tecnologia e equipe de trabalho –, elaboração do projeto e implementação. A ideia precisa ser fundamentada em pesquisas, gerar lucro, e principalmente ter um diferencial em relação ao que já existe.

Eletrônica, mecatrônica, química e materiais, nanotecnologia, biotecnologia, gestão, comunicações, alimentos e tecnologias sociais, design e tecnologia da informação estão entre os setores prioritários do Sinapse. Além disso, é uma exigência para este edital que o projeto esteja associado a uma incubadora.

Os avaliadores levarão em consideração os seguintes critérios: potencial de mercado, potencial inovador, maturidade da solução de problemas e equipe empreendedora.

— Em época de grande restrição orçamentária, essa é uma grande oportunidade para transformar uma ideia em um negócio que tenha potencial de mercado — destacou.

Neste sentido, os interessados em participar deste edital poderão contar com o apoio da Unoesc. De acordo com o coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) da Unoesc Joaçaba, professor Michel Carlesso Avila, as Pré-incubadoras Tecnológicas da Unoesc Joaçaba e Chapecó estarão à disposição para ajudá-los no desenvolvimento dos projetos.

Galeria de Fotos

Comentários

Voltar Imprimir Notícia
Acesse o site da Unoesc pelo seu celular.