Notícias São Miguel do Oeste Diplomados

Diplomada da Unoesc é aprovada para cursar mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos

Por: Karine Bender
imprensa.smo@unoesc.edu.br
16 de Março de 2017

A diplomada do curso de Engenharia de Alimentos da Unoesc São Miguel do Oeste, Luniele Beilke, foi aprovada no processo seletivo para cursar o mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Luniele destaca que o curso contribuiu para a sua aprovação no processo seletivo.

— Durante a graduação, adquiri os conhecimentos necessários para a minha formação, por meio de aulas teóricas e práticas, ministradas por profissionais experientes, além de ter a oportunidade de participar de simpósios e seminários — relata a engenheira de alimentos.

Luniele explica que o processo para o ingresso no mestrado consistiu em três etapas. Na primeira etapa, a engenheira de alimentos respondeu à prova com nove questões objetivas e uma discursiva. Nas etapas seguintes, foram avaliados o currículo lattes e a defesa da proposta de pesquisa. Luniele apresentou uma proposta relacionada ao estudo e desenvolvimento de produtos à base de castanha de baru. A castanha, rica em nutrientes, é proveniente da região Centro-oeste do Brasil.

A paixão pela pesquisa fez com que Luniele ingressasse no mestrado. Ela conta que começou a fazer pesquisas no segundo ano da graduação e não parou mais. A diplomada participou dos seguintes estudos: "Elaboração de patê de frango adicionado de micro-organismo probiótico do gênero Kefir e enriquecido com farinha de cenoura"; "Boas práticas de manipulação nas cozinhas das escolas: importância e aspectos higiênico-sanitários"; "Avaliação da internalização de Salmonella Enteritidis SE86 em alface" e "Avaliação dos processos de lavagem e desinfecção de alfaces contaminadas com Salmonella Enteritidis SE86" .

Segundo a coordenadora do curso de Engenharia de Alimentos, professora Eliane Maria de Carli, o curso desenvolve diversas pesquisas que possibilitam aos alunos participarem como bolsistas pesquisadores.

— Com isso, os estudantes pesquisadores desenvolvem afinidade com o meio científico e têm o interesse despertado em buscar novos desafios para a vida acadêmica — conclui a professora.  

Galeria de Fotos

Comentários

Voltar Imprimir Notícia
Acesse o site da Unoesc pelo seu celular.