Notícias Joaçaba Estudante

Acadêmica do Curso de Engenharia Química está realizando intercâmbio em Portugal

Por: Alessandra de Barros
imprensa@unoesc.edu.br
16 de Abril de 2018

Há cerca de um mês, a acadêmica Gabriela, da 10ª fase do curso de Engenharia Química da Unoesc Joaçaba, está na Universidade Nova de Lisboa, em Portugal, realizando um intercâmbio. A oportunidade está possibilitando que a estudante realize o estágio curricular obrigatório e o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) no Laboratório de Biocatálise e Bioenergia da instituição.

Gabriela afirma que a primeira semana em Portugal foi a mais difícil, principalmente por estar sozinha em um outro país.  A adaptação foi um desafio, devido ao fuso horário, os costumes e os hábitos do lugar serem diferentes. Mas, segundo ela, os portugueses e a Universidade são muito acolhedores.

—  O programa de mobilidade acadêmica da Unoesc funciona muito bem, desde que comecei a organizar a documentação do processo para vir a Portugal, sempre tive acesso aos responsáveis do programa de Intercâmbio, que esclareceram minhas dúvidas em relação ao plano de estudos, alojamento, etc. — afirmou.

Na universidade de Nova Lisboa, Gabriela está realizando o estágio obrigatório no laboratório de Biocatálise e Bioenergia, destinado a Química Verde, onde todos os trabalhos são voltados para o desenvolvimento sustentável. Ela conta que no laboratório acompanha diariamente a rotina de doutorandos e engenheiros. Além disso, de acordo com a Gabriela Regalin, a relação entre professor e aluno é muito boa, sendo os docentes bastante motivadores.

Para seu TCC, a estudante está tendo oportunidade de aprender uma nova metodologia de extração e reaproveitamento de resíduos agroindustriais, utilizando dióxido de carbono como fluido supercrítico. Por isso, em seu dia a dia, acompanha as atividades realizadas no laboratório, voltadas a esse assunto.

— A Universidade possui uma boa estrutura como laboratórios bem equipados, bibliotecas, sendo que cada área das ciências possui seu próprio departamento. Eu estou alocada no departamento de Química, onde se concentram as atividades dos cursos de Engenharia química e bioquímica, Biotecnologia, Engenharia Ambiental e Engenharia Genética — contou a acadêmica.

Para o professor e orientador do TCC da estudante, Leonardo Oliveira, a possibilidade dos acadêmicos realizarem o intercâmbio é muito importante, visto que os futuros engenheiros e engenheiras devem estar preparados para os diversos desafios que a vida profissional pode apresentar, além de permitir a experiência em outra cultura.

— No estágio e para o trabalho de conclusão de curso a Gabriela está tendo contato com um excelente grupo de pesquisa da Universidade Nova de Lisboa e a estrutura do laboratório proporciona o desenvolvimento de experimentos em equipamentos similares aos encontrados nas indústrias. Essa oportunidade será, sem dúvida, um diferencial para o futuro dela — destacou o professor.

O retorno de Gabriela está previsto para acontecer no dia 15 de julho.

— Tenho certeza que o Intercâmbio vai auxiliar muito na minha carreira profissional, pois está agregando conhecimento para novas oportunidades como, por exemplo, um mestrado — completou Gabriela.

Galeria de Fotos

Comentários

Voltar Imprimir Notícia
Acesse o site da Unoesc pelo seu celular.