Notícias Joaçaba Estudante Graduação Inovação

Acadêmica conta como abriu seu próprio negócio no ramo de alimentação

Por: Dhébora Santiago
imprensa@unoesc.edu.br
11 de Junho de 2018

Em janeiro deste ano, a Pizza Joy abriu suas portas em Joaçaba. O que era apenas um sonho de três amigos, agora, é a mais pura realidade. E, como todo empresário sabe, nada disso aconteceu como um passe de mágica. Pelo contrário, Naiara Parisotto, Jaison da Rosa e Matheus de Oliveira trabalharam duro, com muita dedicação e tornaram-se os protagonistas da própria história. Mas quando surgiu a ideia de montar um negócio? Quanto tempo levou para tirar a ideia do papel? Naiara explica tin tin por tin tin, cada capítulo dessa história, e o que estão fazendo, até hoje, para servir a melhor pizza e ter o reconhecimento de seus clientes.

Naiara Parisotto, tem 23 anos e é estudante da 9ª fase do curso de Administração da Unoesc Joaçaba. Ela conta que durante a atividade acadêmica, chamada Minishopping, sua equipe comercializou combos, tendo como principal item pedaços de pizza. A partir desta atividade, realizada em agosto de 2016, o ramo de alimentação começou a despertar o interesse de Naiara. Um ano depois, ela se uniu com dois amigos, atuais sócios, para planejar a abertura do negócio.

— Inicialmente, pensamos em uma pizzaria tradicional, porém não era algo que nos deixasse confortável, visto que é necessário um investimento muito alto para entrar no mercado de forma competitiva. Então, após muita pesquisa começamos a pensar em algo mais enxuto, resolvemos que o nosso foco seria o delivery — comenta.

Depois dessa decisão, foram exatos seis meses de muito trabalho, ansiedade, planejamento, descoberta e, acima de tudo, alegria em cada etapa da criação da empresa.

— A cada pequeno avanço, nós três vibrávamos muito, pois estávamos mais perto da nossa meta, desde a escolha do local até a saída da primeira pizza, que foi no dia 17 de janeiro de 2018 — ressalta a jovem empresária.

Os sócios

Naiara, responsável pela parte administrativa e de atendimento, possui dois sócios, o Jaison da Rosa, que além do marketing, conhece e desemprenha todas as funções da empresa, e o Matheus de Oliveira que é o pizzaiolo, responsável pela equipe de cozinha e pelas deliciosas massas e surpreendentes sabores que chegam nas casas de seus clientes.

Na hora de escolher o nome da pizzaria, Jaison foi crucial. Depois de muita procura, ele apresentou a ideia aos sócios, eles gostaram e aprovaram, pois se tratava de uma palavra curta, de fácil pronúncia, que significa alegria e representa a marca dos jovens empreendedores.

— Escolher o nome foi uma tarefa delicada, pois também influencia no sucesso da marca. Sempre que pensávamos em algum nome consultávamos no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), a fim de garantir a segurança da marca, porém muitos dos nomes já estavam registrados — relata Naiara.

Medo de não dar certo?

Naiara explica que sua maior insegurança quando pensava em abrir um negócio era não ter clientes. Medo esse que passou longe. Após quatro meses de portas abertas, por telefone ou WhatsApp, os pedidos não param de chegar.

— Nossa demanda cresce continuamente e possuímos um alto percentual de fidelização. Possuímos alguns diferenciais que permitem maximizar o faturamento, como cardápio enxuto com sabores de ótima aceitação, localização privilegiada, layout convidativo e uma equipe preparada — avalia.

Para Naiara, todos são capazes de abrir uma empresa, basta fazer as escolhas certas e ter foco. E, ela pretende chegar longe, afinal, o trabalho continua. Agora, é aperfeiçoar o modelo de negócio, e, mais a adiante, abrir uma nova unidade em outra cidade da região e expandir como um sistema de franquia.

 — Não existe empreendedor nato, tudo é uma questão de escolha. E se a escolha for empreender minhas dicas são: conheça seu mercado, tenha experiência no ramo de atuação, atraia pessoas boas para perto de você e tenha em mente que trabalhará muito — considera Naiara.

Os pilares dessa construção

Sem sombra de dúvidas, o apoio da família e o conhecimento são fundamentais para quem quer abrir um negócio. Naiara relata que o envolvimento dos familiares é muito intenso, foram muitos conselhos, uns com mais medo e cautela, outros dotados de encorajamento e força. Além disso, cada detalhe absorvido no ambiente acadêmico proporciona crescimento profissional e ampliação da rede de contatos.

— É difícil citar o componente curricular ou a ferramenta mais importante, contudo as aulas de Marketing e Empreendedorismo me ajudaram a desenvolver a ideia de negócio e me incentivaram a sair da zona de conforto — relata Naiara.

Para coordenadora do curso de Administração, professora Tania Durigon, o case da Naiara mostra que a graduação na Unoesc está no caminho certo.

— O nosso objetivo é que nossos alunos tenham essa visão empreendedora e inovadora, buscando atender oportunidades de mercado e executando todo o projeto de maneira profissional, desde o planejamento até a implantação, controle e futura ampliação do negócio — afirma a professora Tania Durigon.

Galeria de Fotos

Comentários

Voltar Imprimir Notícia
Acesse o site da Unoesc pelo seu celular.